Novo trailer de Narcos mostra ascensão do Cartel de Cáli após morte de Pablo Escobar

Terceira temporada de Narcos estará disponível no dia 1º de setembro no Netflix – Foto: Divulgação

A Netflix liberou nesta quinta-feira (03/08) um novo trailer oficial da 3ª temporada de Narcos.

Com estreia prevista para o dia 1º de setembro, a série mostrará o que acontece depois que a caçada sangrenta por Pablo Escobar terminou.

Na história, a DEA volta sua atenção à organização do tráfico de drogas mais rica do mundo: o Cartel de Cáli. Liderado por quatro poderosos chefões, este cartel opera de forma bem diferente do de Escobar, preferindo subornar oficiais do governo e manter suas ações violentas longe das manchetes.

Os chefões e os novatos

Como dito anteriormente, a 3ª temporada de Narcos terá quatro chefões do crime.

Toda a operação é comandada por Gilberto Rodriguez Orejuela (Damian Alcazar), considerado o líder do Cartel de Cáli, o chefe dos chefes. Depois dele, atua Miguel Rodriguez Orejuela (Francisco Denis), o irmão de Gilberto, principal responsável pela ascensão do Cartel de Cáli.

Em seguida entra Pacho Herrera (Alberto Ammann), o assassino low-profile que cuida da conexão mexicana do cartel e da distribuição internacional. Depois vem Chepe Santacruz Londono (Pepe Rapazote), que chefia o império-satélite de Nova York dentro da rede de drogas colombiana.

Assim que Gilberto anuncia um plano ousado para sair dos negócios, o agente Javier Peña (Pedro Pascal), da DEA, pede a ajuda dos oficiais da lei norte-americanos e colombianos para derrubá-lo. Esta temporada abre um mundo complexo de novos personagens:

A começar por Jorge Salcedo (Matias Varela). Ele é o chefe da segurança do cartel, e prioriza a proteção de sua mulher e filho sobre a de seus patrões. Franklin Jurado (Miguel Angel Silvestre) entra na história como o lavador de dinheiro do cartel, na trama, ele acaba colocando a própria mulher, Christina (Kerry Bishe), em perigo mortal.

Ainda há David Rodriguez (Arturo Castro), o filho mais velho de Miguel, que a princípio reluta em assumir um cargo de liderança na estrutura do cartel.

No “time” da DEA, os agentes Chris Feistl (Michael Stahl-David) e Daniel Van Ness (Matt Whelan) entram na operação de combate ao tráfico, eles são entusiasmo, mas não têm muita experiência.